"Preciso de mudanças. Estou precisando de novas mudanças em minha vida, novos sorrisos, novos abraços, novos beijos, novas pessoas, novas histórias, novas aventuras, novas amizades e quem sabe até um novo amor. Eu estou em busca de novas mudanças em minha vida que me faça esquecer tudo de ruim que eu já passei."
"Erros: Dos menores aos maiores, cuidado com eles. Acabam com a sua vida, destroem seus sonhos e até um coração em questão de segundos. Pode ser um pequeno descuido naquela prova que decidirá o seu futuro, trazendo a sua reprovação. Aquela discussão boba com a sua mãe onde você acaba falando coisas sem pensar e só depois se dá conta da merda que fez. Palavras direcionadas à outra pessoa que a atingem feito uma faca ou atos impensados num relacionamento que acabam trazendo consequências inesperadas. Há várias formas de errar, mas há apenas uma de concertar: Tentar. Descuidou-se com aquela prova super importante? Faça-a novamente e se atentando mais a cada detalhe para que o erro não se repita. Disse o que não deveria para o seu amigo e se arrependeu? Reconheça seu erro e o peça desculpas. Amigo é amigo, não se preocupe! Ele não irá te julgar e se tiver um coração enorme, irá te desculpar. Mas, preste bem atenção: Cuidado ao falar com pessoas, palavras ferem mais do que socos na cara. De nada vale se redimir e continuar a bater na mesma tecla depois. O importante é prosseguir, fazer do erro uma lição e não deixar a frustração te cambalear ou te fazer desistir. Cometer falhas é normal, é necessário, agora cometê-las e não tirar disso um aprendizado é burrice. Erre, erre bastante. Contanto que sirva para que na frente você passe a acertar."
"Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos."
"Certo dia, o meu professor de história parou a aula e olhou em minha direção, fazendo a seguinte pergunta: “você tem vontade de casar?” Eu, surpresa - até olhei para os lados pra ver se era mesmo direcionada a mim - então respondi: “sim, tenho professor.” Ele então sorriu e voltou a perguntar: “você tem vontade de casar ou de casar-se?” Eu disse que não tinha entendido muito bem a pergunta desta vez. Qual era a diferença? A ortografia? Ele então explicou-me: se você quer ser feliz, se case; mas, se pretendes fazer quem amas feliz, case-se. Meio confuso, não? Eu sei, o amor também é."
"Longe de mim querer dar lição de moral. Só acho que as pessoas deveriam se preocupar mais com as coisas de dentro. O que tá fora, meu amigo, é completamente perecível."
"Se quer saber minha opinião, nunca é tarde demais ou, cedo demais pra ser quem quiser ser. Não há limite de tempo. Comece quando você quiser. Você pode mudar ou ficar como está. Não há regras pra esse tipo de coisa. Podemos encarar a vida de forma positiva ou negativa. Espero que você encare de forma positiva. Espero que veja coisas que surpreendam você. Espero que sinta coisas que nunca sentiu antes. Espero que conheça pessoas com um ponto de vista diferente. Espero que tenha uma vida na qual se orgulhe, e se você descobrir que não tem… Espero que tenha forças pra conseguir começar novamente."
"Uma casinha bonita. Um emprego que eu adore. Uma pessoa que me entenda. Um par de pés pra me guiar. E um de braços pra dias frios. Um chão pra quando meu mundo desabar. Um colo eterno de mãe. Um lugar pra voltar. Outro pra ficar pra sempre."
"Basta olhar no fundo dos meus olhos, pra ver que já não sou como era antes."
"Sempre fui de me doar. Ouvia, ajudava, consolava, me importava. E não foram poucas as vezes que, mesmo em segredo, eu deixava de pensar na minha vida pra ajudar os outros. Em segredo, explico, porque não acho que preciso de medalhas, prêmios ou troféus. Se eu faço, é de coração, sem esperar reconhecimento do outro. Mas, perdão, eu sou humana e sinto. O mínimo que a gente espera é gratidão. Aprendi que ela nem sempre aparece. Aprendi que às vezes as pessoas acham que o que a gente faz é pouco. Por tanto aprendizado, acabei descobrindo que é melhor eu cuidar mais da minha vida e menos da dos outros. Não quero morrer santa, quero morrer feliz. Então, a rebelião. Como assim? Onde ela está? Por que sumiu? Ai, meu Deus, como mudou. Não, eu continuo a mesma. Só que até o mesmo se transforma. E percebe que, guarde isso, ninguém vai andar ao seu lado. A gente aprende a caminhar sozinho, pode até ter o auxílio de alguma mão, um apoio, mas os passos são dados por você.No meio do caminho, entre acontecimentos, atalhos e força, você percebe que precisa abrir uma brecha para a fragilidade se instalar. E que chorar alivia a alma. Mais do que isso: abrindo a janela pra fragilidade é que você descobre o quanto de força ainda resta para seguir em frente."
"Odeio despedidas. Odeio dar tchau. Odeio chorar. Mas também odeio sofrer. Quero te dizer que esse mundo é injusto demais. Nele vivem pessoas cretinas demais. Já que estou falando no que é demais: fui honesta demais. Talvez esse tenha sido meu maior erro. Mas não sei ser de outra forma."
"Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa."
"Ela é do tipo que entende todos, mas ninguém a entende. Que se sente só, mesmo quando está rodeada de pessoas. Que é insegura, que acredita em amizades eternas e amores verdadeiros, mesmo sabendo que hoje em dia nada disso existe. Ela sabe cair, assim como também consegue se levantar e sempre chora quando deveria sorrir. Ela já foi decepcionada e ainda assim consegue ser forte, quando o mundo está desmoronando sobre ela. Ela fala pouco, mas sempre diz tudo. Ela é calma, porém se irrita com facilidade, gosta de abraços fortes e de palavras sinceras. Ela acredita no impossível e nada consegue fazê-la desistir. Ela sonha alto.. e como todos sabemos, quanto maior a altura, maior a queda."